Hospedagem de Sites com cPanel, Domínio, Emails, PHP, Mysql, SSL grátis e Suporte 24h

  • Currently 2.96/5

Rating: 3.0/5 (666 votos)



ONLINE
3





Partilhe esta Página


  

5s

 

Legislação


Psicologia da Segurança do Trabalho
Psicologia da Segurança do Trabalho

Na Psicologia entendemos o comportamento: tudo aquilo que o indivíduo fala, faz, pensa e sente. Assim, os estudos em psicologia abordam o homem como um todo – holístico. Os conhecimentos da área são aplicados em diversas faculdades, no caso em questão vamos tratar da relação entre a psicologia e o trabalho, ou seja, da psicologia do trabalho com foco no entendimento de comportamentos que corroboram para a ocorrência de acidentes do trabalho.

 

"O problema é trabalhar no piloto automático, com excesso de confiança."

 

A questão emergente nos estudos e processos da Segurança do Trabalho é:

Como fazer com que as pessoas se cuidem no trabalho?

A resposta para esta pergunta remete à noção de Comportamento Seguro.

 

São objetos de estudo da Psicologia do Trabalho na abordagem da influência humana no desenvolvimento dos acidentes do trabalho. Nesses estudos foi comprovado que as atitudes e as reações dos indivíduos no ambiente de trabalho não podem ser interpretados de forma eficaz sem considerar a situação total a que os trabalhadores estão expostos: todas as inter-relações o meio, o grupo de trabalho e a própria organização como um todo.

Desta forma, o acidente do trabalho também pode ser abordado como conseqüência da qualidade das relações do indivíduo com o meio social que o cerca, com os companheiros de trabalho e com a organização como um todo.

 

A Psicologia do Trabalho e os seus estudos referentes à Segurança do Trabalho originaram um novo seguimento que aborda estritamente o controle da conduta e os processos para prevenção de acidentes, que denominamos "Psicologia da Segurança do Trabalho" que Meliá (1999) definiu como sendo: "a parte da psicologia que se ocupa do componente de segurança da conduta humana" é a ciência que vem sendo desenvolvida desde a década de 1970 que abrange um conjunto de técnicas (metodologia de intervenção) que permitem compreender e agir sobre os elementos humanos na prevenção de acidentes do trabalho com profundidade e precisão visando à otimização dos processos e ações para garantia da Segurança do Trabalho.